quarta-feira, dezembro 17, 2014

O QUE PASSA POR MINHA BOCA DE AMANTE


Eu sei,
certas palavras são como ouro,
mas não disponho do vil metal
para comprá-las;
então,
guardo-as e resguardo-me
feito ourives,
faço-me admirador
para depois lançar-me
na conjugação verbal
que requer brilho
tanto para engatar uma rima,
quanto para garimpar
uma anônima pedra lilás,
ou até mesmo dispor
da divina coragem
para dilapidar
a dureza diamantina
de um ditador...



Luciano Fraga

Um comentário:

Fco Barroso disse...

Muito bom! Adorei!