quinta-feira, dezembro 29, 2011

Nelson M. filho

COMPREENSÃO


Ninguém

me conhece,

ninguém

se conhece,

nem eu sei

o que existe em mim

por vir,

por eclodir...

Eu não te conheço,

eu não me conheço,

ninguém

sabe o que dentro

de nós foi erosão...

Ninguém

saberá o que é explosão;

explicação,

quando um pedaço

de mim emanar ...


Luciano Fraga

17 comentários:

Zinaldo Velame disse...

Mais um belo poema, Luciano! Feliz Ano Novo para você e sua família, Parceiro! Abraço afetuoso.

anjobaldio disse...

Buenas, desejo prá você um grande 2012, muita criatividade, paz e saúde. Valeu? Grande abraço.

Braga e Poesia disse...

conhecer é uma busca que não pode ser encontrada

Adriana Godoy disse...

Ninguém conhece ninguém mesmo, nem nós mesmos.

Luciano, que a explosão seja de amor e poesia.

Um ano repleto de alegrias possíveis.

beijo

MIRZE disse...

LUCIANO!

NINGUÉM se conhece mesmo! Mas se algo emanar de você só pode ser poesia e das Boas!

Beijos

Mirze

Luciano Fraga disse...

Zina, amigo, parceiro, desejo-lhes um ano repleto de alegrias, sucesso e muita criação, abração.

Luciano Fraga disse...

Buenas, claro que valeu, desejo-lhes em dobro. Feliz ano novo pra você, muitas realizações, abração.
PS. e nosso amigo, o cantor DANIEL?

Luciano Fraga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciano Fraga disse...

Braga, jamais nos acharemos, somo insondáveis, "inclassificáveis", abraço.

Luciano Fraga disse...

Adriana querida,sabemos que somos capazes de atitudes e gestos que nem nós conseguimos entender de onde vem tudo isso, impossível o auto conhecimnto, em nossos lugares mais esconsos estão coisas que jamais imaginamos, de lá vem alguns de nossos poemas inexplicáveis. Felicidades e um ano repleto de bons fluidos e muita luz, beijo.

Luciano Fraga disse...

Mirse amiga, de mim só os pedaços, emanar é coisa para os puros,rs.Com a poesia nós vamos teimando, tentando... feliz ano novo, felicidades e muita harmonia. que os caminhos da criação estejam abertos, abração.

guru martins disse...

...bem vindo
ao mundo então
e vida longa
ao bardo!!!!

aql abç

Mari disse...

Retalhos alinhavados com agulhas invisiveis da vida!

Lindo teu escrito
Abraços da Mariane do blog As cores que sou

Douglas Vieira disse...

Eu acho que ainda não cortaram o meu cordão umbilical. Como se eu ainda nadasse em placenta.

Belo poema mestre, forte abraço.

Luciano Fraga disse...

Mari, obrigado pela presença, vou passar por lá e conhecer o seu arco íris, abraço.

Luciano Fraga disse...

Guru amigo,é estranho quando abrimos os olhos , não é mesmo? Abraço.

Luciano Fraga disse...

Mister, a melhor e a mais confiável ligação é com as nossas mães; mãe de leite, mãe terra, mãe de idéias... nossa mãe! Abraço.