sábado, abril 16, 2011

Pintura- Nelson Magalhães Filho

UNIDADES

Especulo feridas

e persigo sombras,

um automóvel veloz

desfila sobre os sinais de morte

num piso negro de riscos.

Gatilhos de barbaridades

arriscam disparos,

o riso que sobra, flutua

e evidencia o aço em brasa.

No bico do rouxinol

um canto envergonhado

sentencia caretas fálicas

que tem-me feito trocar

seis por meia dúzia

de desvantagens ralas,

preciso de uma devassa...


Luciano Fraga

11 comentários:

Ribeiro Pedreira disse...

os gritos de um silêncio sangrado pelo corte do rouxinol. mais vale uma ferida aberta.
abraço, meu caro!

ronaldo braga disse...

toda unidade é um coletivo.
Tudo o que for humano é um coletivo. toda particula, unidade virtual é apena aparente. e a morte é um coletivo tanto de sensações como de realidades consequentes e preparadas.
o desejo é um coletivo. vc não gosta de uma mulher mais de uma porção de coisas que aquela mulher simboliza e a gente vai sempre trocando seis por meia duzia. não podemos nem mesmo entender o processo da formação das coisas e palavras e atos e por isso arriscar é a unica saida. é enfrentar a areia e movediça e morrer e viver e morrer feliz

Ana Lago disse...

Olá Luciano,

Na realidade, o sofrimento causa marcas no corpo emocional e a alma inconsciente fica vivenso e revivendo os fatos desta e de outras vidas,ficamos vibrando nossas incertezas e seguimos vida afora usando aos poucos recursos emocionais que apredemos do desenrolar da vida.
I isso não se explica...só sente.

sempre...


Ana Lgo.

Adriana Godoy disse...

Quem não precisa? Esse poema me deixa bêbada sem beber. Tão profundo, né poeta? Tão doído, tão bonito...Beijão

Zinaldo Velame disse...

Você continua mandando achados: ...num piso negro de riscos. Este é mais um entre outros neste belo poema. Valeu Luciano, abraço!

MIRZE disse...

Luciano!

Há tempos não lia nada tão verdadeiro e profundo. Com seu estilo, sem chocar muito, você falou por muitos de nós!

Parabéns, poeta!

Feliz Páscoa!

Beijos

Mirze

On The Rocks disse...

D. Luchiano,

adorei o final!

uma devassa, seja ela de que jeito for, será bem-vinda!

kkkkkk...

Buenas!

anjobaldio disse...

Buenas, o rosto sinistro ficou muito bom com o poema. Grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Aos amigos, as atribulações não tem permitido uma melhor conexão e mesmo uma breve troca de idéias, desculpem-me todos, abraço.

Rede Nacional da Juventude Negra disse...

Olá sou Jr Borges Editor do Renajune.blogspot.com, a Rede Nacional da Juventude Negra, estou aqui para te convidar a integrar a nossa Rede. Temos como objetivo a interpromoção dos blogs da juventude afro descende brasileira. Promovemos qualquer tipo de blog, vídeos imagens e textos, estamos interessados em tornar publico os multifacetados pensamentos da nossa juventude. Para que possa participar da nossa Rede, você precisa dar um passo simples, envie um e-mail para Dalua_b@hotmail.com , com as seguintes informações:
O e-mail com o qual detém a conta no blogger.com , se seu blog não for blogspot, mande o e-mail com o qual tem o seu Orkut ou qualquer conta Google, ou um e-mail com qual deseje ter a conta.
O seu MSN e Orkut se tiver
Uma foto sua que servirá de link para o seu blog
O endereço do seu blog
Um pequeno texto para sua descrição.
Um texto para postagem inicial

Assim que possível, enviaremos para você um pequeno banner para que adicione ao seu blog linkando-nos, divulgando o nosso blog e os outros autores. Divulgue a nossa Rede, pois fortelecendo-a será fortalecido também.

pianistaboxeador21 disse...

Beíssimo, luciano, belíssimo!