sexta-feira, janeiro 15, 2010

HAITI-Por Ronaldo Braga

Mãe Morta e a criança-E. Munch


MINHA ALMA

Corpos catados
por toda parte
agonizam
os meus passos em transbordante mutismo.
Sinto frio no calor dos gritos
e nos olhos do horror o nada colhe flores nos rituais da demencia
já não ouço meu avô envolto nas brumas
e sei da solidão dos velhos nas quedas dos muros empacotados.
E sei ainda das dores que nos beijos colherei na madrugada sem amanhecer.

RONALDO BRAGA

25 comentários:

Devir disse...

Eu nem consigo assistir ao noticiário do Haiti atual.
"Não posso, nem quero
deixar que me abandone"
esta dor oceânica.

Se eu escrever sobre a tragédia
talvez não possa evitar de nomear
este sentimento, verdadeira dor
porque não pedagiada pelos nomes
e rara que me justifica viver e
continuar sempre, embora difícil
o devir (ainda) antes dos nomes

Aquele abraço, Luciano

Braga e Poesia disse...

a unica dor que eu sinto estremece minha alma.
fraga obrigado.

HNETO disse...

Tudo é dor,
e não há explicação
física ou espiritual
que faça parar de doer.

BAR DO BARDO disse...

Deus apenas.
Apenas Deus.

Devir disse...

Arrepio, na boa, sem frescura, já falam em 200 mil mortos, quando uma pessoa apenas não merecia.
Desde a Missionária até o mais porco mercenário das drogas/dólar/, lícitas ou ilícitas, não merecem execução plenamente sumária.

E pirar, porque de repente, aqui, o tema pertinente era "Desastre".

Obviamente, então, este tema é a dor quando atinge a alma.
O Haiti não é aqui? Tudo é aqui!!
Claro, embora dores que afetam a alma são tantas.

Grande Ronaldo Braga, estremecemos.

guru martins disse...

...pesadelo
sem ter a
quem culpar
é muito pior
porque reverbera
pelas eras geológicas
sem lógica
e sem noção
não cansa de escarificar
a compaixão
dos solidários
solitários
impotentes
ante o fato consumado
na tragédia
que brota lá do fundo
e afronta nossa fragilidade
de uma maneira
e de outra e mais outra...
sem que nem porque
nos deixando culpados
o fortuito
é uma merda!!!

abraço cumpadi

Zinaldo Velame disse...

Muita dor, muita. Abraço Luciano, abraço Ronaldo.

Mirse Maria disse...

O poema é lindo e passa perfeitamente a dor em cada recanto da alma!

Dói demais! E logo ninguém mais lembra.

Parabéns, amigo!

Beijos

Mirse

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Devir,incrível como o mundo e as pessoas mobilizam-se de forma tardia e provisóriamente diante de tragédias e mortes anunciadas,fico com receio com certos tipos de benevolência, muito triste de assistir tudo isso sem nada poder fazer, forte abraço.

Luciano Fraga disse...

Braga, estremece a todos nós, como explicar? Se buscarmos cuidadosamente, boa parte disso está nas mãos dos próprios homens, abraço.

Vinícius Paes disse...

Caro amigo,

Faço minha tuas palavras, é realmente interessante como as pessoas se mobilizam tardia e temporariamente. Sabe, é natural do ser humano aceitar a morte, aceitar o roubo, aceitar o sangue... mas, não se faz natural o desejo de pensar globalmente, de agir localmente e de suprir com necessidades de outrem.
Infelizmente é assim, com dor, que o mundo gira.

Um belo poema de Ronaldo Braga.

Um abraço, amigo.

Diego Pinheiro: disse...

Poesia arrasadora!

Abraços, Luciano e parabéns, Ronaldo.

tania não desista disse...

oi,luciano!
que bela poesia!embora tão triste... ninou meu coração dolorido dessa mesma dor!
embora tão forte...fez companhia
aos meus pensamentos enfraquecidos
momentaneamente!
ronaldo...a alma sofre... a duras
penas... esse horror!
abraço forte nos dois
taniamariza

Luciano Fraga disse...

Amigo Herculano,não sei se uma dor substitui outra, ou soma-se,não sei também se caberia aquela velha postura de entregarmos ao tempo, a cura,você tá certo, nada faz parar, abraço.

Luciano Fraga disse...

Bardo amigo, ele mesmo, contando com nossa parte, seria? Abraço.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Devir,desastre, tragédia ou punição como preferem outros(ignorantemente) para justificar certos preceitos que tem como princípios morais, a pena, o castigo, a condenação e apelidam de : propósito.Estamos interconectados neste pequeno planeta, assim aquela dor nos pertence,abraço.

Luciano Fraga disse...

Guru amigo, talvez o que aconteça é que o título desse filme(pesadelo) esteja velado, embaçado pelo nome indiferença para com nossos irmãos e vizinhos, forte abraço irmão.

Luciano Fraga disse...

Zina,terrível mesmo, pior ainda assistirmos impassíveis, abraço.

Luciano Fraga disse...

Mirse amiga, essa é amais dura verdade e realidade,dentro de pouco tempo tudo será tratado como um mero número, grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Vinicius amigo, um estado de verdade, tem que proporcionar a igualdade, que vem com direitos e assim proporciona felicidade, mas como ocorrer isto quando os haitianos sempre foram tomados como inferiores em todos os sentidos, basta olhar a miséria que os cerca.Sendo assim tudo aquilo é momentâneo.Abraço forte.

Anita Mendes disse...

um poema triste mas belo com um final que valem as lágrimas derramadas numa tragédia como essa.
Ronaldo arrasou!
"E sei ainda das dores que nos beijos colherei na madrugada sem amanhecer"
beijos pra ti, lulu!
Anita.

Luciano Fraga disse...

Amigo Diogo, tocante e cheia de emoções mesmo, abraço.

Luciano Fraga disse...

Anita querida, o Braga arrasou, com um poema de alma e coração, beijo.

Luciano Fraga disse...

PS. Digo, DIEGO, abraço.

Luciano Fraga disse...

Tania amiga, nós que sempre estamos falando de dores , sofrimentos e até de mortes várias, nos deparamos com a morte real de irmãos e pior que isso a perda da dignidade de muitos deles, terrívelmente triste mesmo, forte abraço.