sábado, abril 05, 2008

IMAGENS E CONFLITOS


N a primeira vez
que encontrei Brando
na tela do Cine Ópera,
dom Corleone
exigiu minha pele
de cordeiro
como recompensa,
lembro,
meu personagem recebeu
um beijo na testa
e àquelas alturas
o meu funeral
já estava caminhando.
Deixaram-me tão só,
entregue aos abutres...
Eu não imaginava
que daquela profusão de imagens
nasceria um banquete
de conflitos:
entre a moral e a carne,
entre o crente e o cético,
entre o sério e o político,
sou ético,
“um homem chamado cavalo”.
Quando do lado de fora,
as figurinhas carimbadas
de super- heróis
passavam de mãos em mãos,
trocadas,
o meu final foi
uma natureza morta...
Sempre desobedeci as ordens
do padrinho
mas,
nunca recusei as iguarias
do cardápio mundano...


Dedicado aos poetas: Ronaldo Braga e Márcio Carneiro que lançou o blog Imagens e Conflitos.



Luciano Fraga

2 comentários:

ronaldo braga disse...

não tem mancada essa era a nossa vida aos domingos e lá preparar nossa etica entre os tiros e as mortes de um lado e do outro entre as figurinhas e o baba. a escola era prisão e nos domingos eramos livres e heróis não tratávamos de coisdas menores.

Zinaldo Velame disse...

Versos certeiros, cheios de mãos para pegar todos, não dá para se esconder. Demais, Luciano! Abraço!