domingo, janeiro 30, 2011

URBANIDADE- Fotografia-Luciano Fraga- 2010

TULHAS


Premeditadamente,

grotescas emoções

vegetam

em outras carnes

e vertigens cosmopolitas

pulsam incêndios

na têmpera de teus olhos

acuados...

Ah! Vida,

a vida em partículas,

há vidas engavetadas,

há vida em tenras

fomes turgidas

e o que você quer

(há) mais?


PS. poema escrito para o novo livro- O NOME DO LIVRO- Poesia e prosa- parceria com Ronaldo Braga


Luciano Fraga

20 comentários:

Braga e Poesia disse...

o nome da rosa, o nome da morte e agora o nome do livro.
fraga há não vidas em muitas vidas e que passeiam por entre fugas e meia luzes, numa semi tudo que emporcalha e emprobece outras vidas.
depois desse poema agora é esperar pra ver realmente qual é realmente o nome do livro

Luciano Fraga disse...

Braga,o livro terá o título: O NOME DO LIVRO e ele trará resquícios de muitas vidas, de agora e de além mar, esperamos.Abraço.

Mirze Souza disse...

Belíssimo, Luciano!

Tantas vidas aprisionadas que nem você deve conhecer. Mas o importante é ressaltar a vida! Coisa que o poeta o faz com maestria!

Beijos, poeta e amigo!

Mirze

On The Rocks disse...

nem sei mais buenas lf...

abs

Por que você faz poema? disse...

Recebi na sexta, juntamente com Ediney, os exemplares da Coleção Espelho. Farei minha leitura.
Grato!

Luciano Fraga disse...

Mirse amiga, muitas vidas/vivas e também as pequenas vidas/mortas acumuladas ao longo das jornadas, mas muitas pessoas acham que tudo isso ainda é pouco. Abraço.

Luciano Fraga disse...

Buenas, nem eu... Já me "basta" as últimas! Abração.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Herculano, com grande satisfação encaminhei o singelo livreto, caiu em boas mãos, o que quero mais? Abraço forte.

Devir antes dos nomes disse...

SEM DESDÉM

Voce está vendendo sua alma?
perguntou o diabo
Não, apenas a tristeza em
meu reflexo.

Oh, muito interessante
o que causou essa pedra no olhar?
perguntou o diabo
Isso é apenas um cisco

Oba, que vento o presenteou?
perguntou o diabo
Decerto uma horrível tempestade

Dou-lhe tudo se acaso houver
pelo menos uma só gota de lágrima
disse o diabo

Adriana Godoy disse...

Luciano, que bela surpresa! Mais um livro? Se for do nível desse poema...nossa! Belíssimo!

Gostei de voltar e encontrar vc inteiro, embora em partículas já não tão engavetadas.

Saudades, poeta. Beijo

Ana Lago disse...

Olá Luciano,a vida só vida,quando é envolvida em outras vida, até o fim da vida...enfim,é a vida,(rs).
Sucesso com seu nv livro.
até mais,
abraço,
Ana Lgo.


PS: aguardo sim.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Devir, e assim segue o diabo, não aquele,junto com os "pobres diabos" que residem em nós e também nos outros, que são tratados como os "outros", lembrei-me de uma citação: 'Talvez dês esmolas.Não dês ao pobre o pão com soluços e as lágrimas de meus irmãos, meus companheiros de miséria.De que vales consolar um pobre, se tu fazes outros cem?" Bom domingo, forte abraço.

Luciano Fraga disse...

Adriana querida, bom você de volta, espero com as energias renovadas e muitas idéias na cabeça, muita poesia para nosso deleite.Isso aí, um novo livro em parceria com o amigo Ronaldo Braga, você receberá seu exemplar, quem sabe em algum momento faremos um também, beijo grande.

Luciano Fraga disse...

Ana, a vida é troca, redemoinhos de encontros e passagens, abraço.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Luciano meu amigo, mais uma vez muito obrigado pela lembrança e pelo presente, recebi o livro e cd, o que gostei muito. A música do Velame prima pelas boas parcerias o que torna a audição do disco muito agradavel, o Douglas é um poeta das urgências e estou re-lendo seus versos,
muito obrigado mesmo,
um dia marcaremos para um encontro, bebermos umas e ler muita poesia

guru martins disse...

...sei bem
o que tu diz
meu cumpadi!!!

seja feliz

Zana Sampaio disse...

Esse poema tem o hálito da tragédia e culmina na fatal cisão: quem lê e quem é lido? Agora esses teus versos também são meus pois concordo e agora sinto latejante essa verdade poética.


Bravo poeta, tava com muitas saudade de frequentar teus versos...

PS: muito bom o cd, ouvi com muita atenção... obrigada, obrigada mesmo!

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto que não ultrapasse 1 folha inteira no word (Times Roman 12). Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)

Luciano Fraga disse...

Ediney amigo, esse momento é aguardado, certamente ocorrerá para nossa alegria, que não seja raro.Não precisa agradecer,sempre com prazer encaminharemos as possíveis novidades, abraço.

Luciano Fraga disse...

Guru meu irmão,"haveremos" de saber e nos entenderemos, abraço.