quinta-feira, junho 25, 2009

SÃO JOÃO


GUERRA DAS ALMAS


No princípio era apenas

o homem.

E do sopro

fez-se uma espada,

com a boca de cor

e um juízo

de barro...


Luciano Fraga



Preparação para a Batalha.

Punk em combate.

O fim da Batalha.

A Batalha.

Descontraidamente Camilo, Junior e Arthur(Léo).

O Avohai-Zé Ramalho.

Os irmãos Pitanga no show de Zé Ramalho.


Kinor(Banda Anacê), Luciano, Pablo(Melodias de Agosto), Zinaldo Velame durante o show de Zé Ramalho.

Luciano, Israel, Dias Cantador, Zinaldo Velame e Paulo.

Paulo, Pablo, Zinaldo Velame e Luciano.

37 comentários:

anjobaldio disse...

Buenas, que galera hein! Sem limites em águas fundas e profundas.

Nanda Assis disse...

beleza de fotos, vontade de participar rs.

bjosss...

Zinaldo Velame disse...

Foi bom demais! O show de Zé Ramalho foi coisa de doido. As espadas têm o seu lugar, mas precisamos arrumar um lugar para as espadas, do jeito que está não dá mais. A galera das fotos é especial. Abraço!

Anita Mendes disse...

lu,
e juízos de barro constroem ou apenas destroem?

Ps: as fotos das tropas(do punk ao Zé) estão geniais! Cada um usando sua arma.
tmb sou pro-acão militante rebelde!(rs)
beijos enormes pra ti.
Anita.

Mirse disse...

Muito bom o poema!

Fez-se uma espada...com um juízo de barro!

Maravilhoso!

Por acaso esse show com essas beldades foi em Caruaru?

Porque vi na Tv que Zé Ramalho ia fazer show lá.

Beijos, Luciano!

Evoé, poeta!

Mirse

Herculano Neto disse...

Pois é, em minha Santo Amaro não teve Zé Ramalho ou afins, apenas neo sertanejos de garagem e lascivos grupos de tecnoforró. Lamentavelmente.

Luciano Fraga disse...

Buenas,"não seriam mortos?"Jogamos com dez, faltou você para completar o time, abraço.

Luciano Fraga disse...

Nanda, este mundo é pequeno, nunca se sabe, não é mesmo? Seria um prazer para todos nós, grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Zina, não podemos, nem devemos jamais desrdiçar as oportunidades que os encontros nos proporcionam, rara felicidade.Os espadeiros devem ser educados e tudo fica bonito, abraço.

Luciano Fraga disse...

Anita, apenas voltam ao pó como nós. Uma forma de rebelar-se vem certamente dos juizos de barro, daqueles que não tem pretensão de ser juiz,não é mesmo? beijo.

Luciano Fraga disse...

Mirse, não, o show foi em Cruz das Almas na Bahia, uma maravilha, o som apocalíptico de Zé Ramalho, abraço.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Herculano, que engodo hein? Muito triste esta falta de opções, pelo menos por aqui tiveram um pouco de sensibilidade e balancearam as atrações, abraço.

On The Rocks disse...

meu caro d. luchiano,

pelo visto, só faltou o buenas ts.

tem poema na la verga,

abs

marcio mc disse...

É isso ai Luciano,belo poema.Grande abraço.

Valeu também pelas fotos.

ronaldo braga disse...

um belo e danado poema.
.

Zana Sampaio disse...

de barro e em boa forma...abraço forte!!!

Devir disse...

Cara, que legal

Depois de índios sim classes
porradas dia léxicos
e esgrimas seco lares
o real brava gente tese

Vinícius Paes disse...

Grande Poema amigo. E Zé Ramalho é Zé Ramalho, dispensa qualquer comentário.

abraço

Luciano Fraga disse...

Buenas, falamos muito em seu nome, são os desencontros ou a coisa mal combinada, não é mesmo? Abração.

Luciano Fraga disse...

Márcio,se as fotos estão boas, imagina esta máquina em suas mãos, eu sairia bem bonito(rs), obrigado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Braga, danado e azuretado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Zana, quase pré moldado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Devir, pequenos afazeres, movidos a licores e um juizo de cabeça para baixo, abraço.

Luciano Fraga disse...

Vinícius, realmente Zé é o Dylan do Nordeste ou do Brasil,muito legal mesmo, abraço.

Lord of Erewhon disse...

Nem tudo o que o portuga deixou foi mau... ;)

Abraço!
P. S. Belo minimalismo: brevidade a dizer um mundo.

su disse...

Se todas as espadas fossem de barro de outra maneira moldariamos o mundo. Pequeno tesouro nessas palavras. :) A mim recordou-me ÓGUM! :)

Luciano Fraga disse...

Amigo Lord, somos irmãos,obrigado, grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Su, não havia pensado nisso, bela lembrança,Ogum o grandioso guerreiro, abraço.

Lord of Erewhon disse...

Essa é uma verdade que nenhum Estado pode negar. Se assim não fosse a lusofonia seria uma espécie de internacional-qualquer-ismo que só dividiria...

Forte abraço.

Adriana Godoy disse...

Ei, Luciano. Juízo de barro. Adorei isso. Belo poema. As fotos indicam momentos bem prazerosos, né? O show do Zé Ramalho, os amigos, a cerva geladinha. Beleza, poeta! Beijo.

Luciano Fraga disse...

Caro amigo Lord,o que é que eu posso fazer além de tirar o chapéu diante de uma fonte como o Sr? Reverenciá-lo, lógico.Vida longa,grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Adriana, foi mesmo uma bela noite e os encontros foram daqueles que marcam para sempre em nossa memória,o prazer de rever velhos e bons amigos não tem descrição não é mesmo? Beijo querida.

Lord of Erewhon disse...

É em nós, poetas, e mais que tudo no povo humilde, que está a alma das pátrias e a vontade das nações... O mais são politiqueiros que você não hospedaria nem na casota do cão!

Um estreito abraço.
Viva o Brasil, pátria generosa e livre, seus poetas e cantadores e o bom povo Brasileiro!

Devir disse...

Espero não ser o único, porque ainda não li comentário semelhante sobre o espaço blog:
Eu prefiro os comentários aos posts

Tiro também meu chapéu, Lord

Luciano, 4 dias já é muita
ansiedade de esperar novo post.

Luciano Fraga disse...

Amigo Lord,não é uma réplica,jamais, mas não poderia deixar de manifestar minha felicidade diante de sua generosa e fina atenção com seus comentários tão ricos e valorosos, continuo com o chapéu estendido,em honra, reverenciando-o como o fez nosso amigo Devir, grande abraço.

Luciano Fraga disse...

Amigo Devir,é um prazer para todos nós, comentários com tal nível, não é mesmo?Acredito que precisamos nos manter atentos e despertos para não cometermos o grosso erro:visitarmos os blogs de amigos e conhecidos (ou não), sem fazermos as leituras com profundidade e atenção, mesmo que a nossa interpretação seja errônea(se é que existe isso), ficamos em paz sendo verdadeiros, grande abraço mestre.
P.S. Vou lá .

BAR DO BARDO disse...

Para a peleja da luz...