sábado, maio 31, 2008

Amigo Zinaldo Velame



Cheiro Moreno


Nasce o dia
Lembro do teu beijo
Do doce que o teu corpo
Deixava melado na minha boca...
Corro pelo campo
Sinto o teu cheiro moreno
As tuas belas pernas
Bailando na minha cabeça...
Os anos passam e o amor continua aqui, firme.


Zinaldo Velame


3 comentários:

Chico-Galo Vermelho do Areial disse...

Dando uma passada por aqui...

Luciano Fraga disse...

Chico,soube que você está envolvido com problemas policiais,não estão querendo que você cante.Lá no meu terreiro tem vaga,fará companhia à Simião.

Zinaldo Velame disse...

Obrigado, Luciano!
Precisamos molhar a palavra mais vezes, aí a inspiração brota com mais intensidade. Nowbrinkinow! Abraço, poeta!