quarta-feira, março 04, 2009

REVISTA CULTURAL ELETRONICA


Leveiros
Fabrí­cio Brandão & Leila Andrade
Entrelinhas
Desengavetando expressões, um mundo novo de caras e formas ganha corpo aos olhos e sentidos daqueles que devoram bem mais do que a si mesmos. Seja em palavras, imagens e outros tantos signos, a cultura fascina por suas proporções ilimitadas. Entre caminhos e palavras, a vida pulsa nas revelações urgentes da alma.
Contato
· diversosafins@gmail.com
·

TRIGÉSIMA LEVA

Mãos Pintura: Maurício Takiguthi

CICERONEANDO



Completamos trinta etapas de nosso projeto cultural. Considerando o que foi construído até aqui, a vontade de continuar trilhando caminhos e encontros em torno da arte e da literatura é algo deveras crescente. A cada novo desafio, vislumbramos outros horizontes, conhecemos autores e inúmeros artistas, ficamos de frente a tantas possibilidades de expressão. Nada disso seria tão significativo se de tais descobertas não brotasse aquilo que permeia o cerne das produções: as vastas perspectivas de entendimento do olhar humano sobre o mundo e suas epifanias, sejam elas externas ou internalizadas. É preciso desengavetar certos ímpetos e manifestações que possuem um propósito efetivamente coerente com aquilo que fala alto ao contorno íntimo de nossas percepções. Os escritos de agora apontam para as vias poéticas de gente como Valéria Freitas, Luciano Fraga, Mônica de Aquino, Célia Musilli, Alyne Costa e Lívia Soares. Entre as nossas ofertas de leituras, estão os traços sensíveis das realistas telas do artista plástico Maurício Takiguthi. Uma densidade de sensações habita os contos de Mariza Lourenço e Roberta Tostes. Numa entrevista concedida ao poeta Héber Sales, o escritor, filósofo e compositor Antonio Cicero expõe suas vigorosas reflexões sobre o fazer poético. O cronista W. J. Solha desfila suas impressões em torno das linhas do romance de José Nêumanne. Por aqui, há também um mergulho na sétima arte, com o texto de Bolívar Landi, e um passeio nas escutas musicais de Lui Coimbra e Alice Russel. Celebrando arte e vida, nasce a nossa Trigésima Leva.

5 comentários:

Luciano Fraga disse...

Amigos Fabrício e Leila,dignos de aplausos por sustentarem uma iniciativa tão ardorosa, ao mesmo tempo prazerosa, divulgar e abrir oportunidades para diversas manifestações poéticas/literarias. Daqui, peço aos amigos que visitem e comentem esta e as próximas levas, desejo amplo sucesso aos amigos neste importante projeto, abraço.

Adriana disse...

Que bom que você faz parte desse projeto.Vou dar uma olhada no diversosafins. Você merece estar em tudo que lida com a poesia, pois você é um grande poeta e o admiro muito. Um beijo e força sempre.

Luciano Fraga disse...

Querida Adriana,agradeço sempre seu valioso apoio, só não gosto da palavra você, quero dizer (EU),prefiro NÓS.Você é grandiosa,junto com sua escrita e o pessoal da revista desenvolve um maravilhoso trabalho, merece todo nosso apoio.Beijo.

ronaldobraga disse...

é isso caro luciano.

bat_trash disse...

Aplausos para o Fabrício e Leila. Quem ganha é a cultura!

Beijos.