terça-feira, março 17, 2009

NO RIO


“era uma alegria misturada com uma dor antecipada...”


Tatiana Salem



Tenho

a palavra

abrupta

que atravessa

a Vida

no sentido

in-verso

e não

pode

ser

dita

nem

escutada

e corre

além

do exílio

de um verso

encurralado

numa encruzilhada

de rio

raso

escuro

e tão

c

o

m

p

r

i

d

o

quanto este

sinuoso

poema

líquido

que escorre

secreta

e triste-mente

bêbado

em direção

ao inusitado

mar

do nada...



Luciano Fraga

30 comentários:

Braga e Poesia disse...

fraga que prazer me deu ler este poema! belo e com um ritmo gostoso de ler, me fascinou, você é um poeta que me surpreende a cada poema, e ai não falo de conteudo e sim de forma e de poesia é uma poesia esta poesia

Adriana disse...

Que lindo, Luciano. O poema-rio correndo direto para o coração. A forma e o conteúdo em uma simbiose poética que agrada aos olhos e a alma, fluindo em nossas veias. Beijo

pianistaboxeador21 disse...

Ao mar do nada, ou ao mar de tudo. Estamos todos lendo, já não é mais o nada.

Abraço,

Daniel

V.M.Paes disse...

perfeito!

Zana Sampaio disse...

"então guarda ou afoga essa palavra...mas não deixe ela atirar-se da boca, porque palavras mal-ditas são malvadas"
gostei muito mesmo, adorei a forma e principalmente o ritmo.
PS:Obrigada pela visita...ve se volta!

Luciano Fraga disse...

Zana,gostei da frase,"palavras malditas", é certo que voltarei, sou cativo, abraço.

Luciano Fraga disse...

Braga, obrigado, suas opiniões são balas, abraço.

Luciano Fraga disse...

Adriana, muito obrigado, a poesia corre e desfila viva em suas veias, abraço.

Luciano Fraga disse...

Amigo Daniel, feliz com seu retorno, obrigado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Paes, muito bom, sua visita é alegria pra mim, abraço.

Avassaladora disse...

Luciano, seu poema é escorrente... Ele vai contornanndo curvas mansamente como um rio , " rio comprido".
É para sorver em pequenos goles, não para ser lido rapidamente...

As portas estarão empre abertas!


Beijo avassalador!

Marcia Barbieri disse...

Sempre me deslumbro com você. Esse poema-rio...assim, correndo...


beijos ternos, perdoe minha ausência, estou ainda sem computador

Luciano Fraga disse...

Avassaladora, é rio manso para ser bebido mesmo, obrigado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Querida Márcia, você é quem está fazendo muita, mas muita falta , com seus escritos maravilhosos e seus comentários pertinentes, tudo certo, nada para perdoar, abraço.

Cosmunicando disse...

poema sinuoso, rio, foz... belo.
abraços

Devir disse...

Se Nada
não importa doce ou salgada
bebida
turva ou transparente
triste mente

Vida abrupta
porque inversa
batendo nas pedras
procurando um leito
mudo e surdo, moderno

Destino exilado
paz encurralada e
currada nas encruzilhadas
secretas da fome
em idade de comer

*********************************

Nova partida?
Que tal literal
de xadrez?
P4bd

Aquele abraço

Camila Vardarac disse...

muito bom esse poema ritmico como correnteza

!

Zinaldo Velame disse...

Massa, Luciano, de ponta! Li outro dia o poema Foz, de sua autoria no blog anjobaldio, coisa de quem sabe usar as palavras. Vou tentar escrever um tema para recitar os dois poemas, vou pedir ajuda ao mestre Ian, ele sempre me dá uns toques. Abraço, Poeta.

Luciano Fraga disse...

Zina, muito bom ouvir suas opiniões,o mestre Ian com certeza sai com algo genial.Amanhã vou para SSA,será lançado o filme, vou com Buenas 14:30 e volto sábado cedo, se quiser carona, liga, abração.

Guru Martins disse...

...assim, cumpadi!
veloz
ágil
fluente
uma isca
em cada palavra
hipnótico
danado!!!

aquele abraço

Branca disse...

Interessante poema líquido!

Bom fim de semana pra vc,
bjos!

heraldo disse...

Bom poema!!! Criativo a forma como está,é isso ai!!!!!!!!!1

abraços

Luciano Fraga disse...

Branca, obrigado, isso aí mesmo,todo líquido, abraço.

Luciano Fraga disse...

Guru, isca na boca do Crocodilo, obrigado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Devir, xeque-mate e p4bd saudações, literalmente, abraço.

Luciano Fraga disse...

Camila, obrigado.

Luciano Fraga disse...

Cosmunicando, desembocadura sinuosa, obrigado, abraço.

Luciano Fraga disse...

Falou mister Heraldo, antenado e referendando, abraço.

Arroba disse...

Tive conhecimento do seu blogue atarvés do pianistaboxeador. Passei,olhei com olhos de ler e gostei. Virei mais vezes, gosto do seu "fingir".
Abraço irmanando.

Luciano Fraga disse...

Arroba, o velho Daniel sempre amigo e muito gentil, obrigado a você, abraço.